O que é procrastinação e como vencê-la

A procrastinação é algo presente na rotina de boa parte dos brasileiros, visto que deixar para depois as tarefas em dois ou três momentos aparenta ser algo inofensivo e até pode dar um breve alívio na correria do dia a dia.


No entanto, essa ação se torna um problema quando deixa de ser algo esporádico e se torna um hábito.


Dessa forma, a batalha contra a dependência do álcool ou cigarro se torna mais difícil, porque adiar tarefas difíceis como essa são uma das principais características da procrastinação.


Para vencer esse comportamento é importante desconstruir e entender bem o seu funcionamento.


Por isso, separamos neste artigo exatamente o que é necessário você saber sobre a procrastinação.


Vamos lá!


O que é procrastinação?


Segundo o psicólogo Timothy Pychyl a procrastinação é uma lacuna existente entre a intenção de realizar uma tarefa e a ação de realmente fazê-la.


Esse comportamento é feito pelas pessoas tanto de maneira consciente quanto inconscientes, tendo claramente o mesmo objetivo que é de deixar para fazer algo depois.


Quando consciente a procrastinação se desenvolve em dois aspectos:


● O primeiro é considerar tal tarefa muito difícil e postergar a sua realização para um momento apropriado.


● Já o segundo aspecto é pela tarefa parecer tão fácil que pode ser deixada para depois.


Agora quando a procrastinação está acontecendo de modo inconsciente é porque ela já se tornou um hábito, o qual dificulta e muito o processo para se livrar desse comportamento.


Quais motivos levam as pessoas a procrastinar?


Um dos principais motivos que formam o comportamento de procrastinar é o imediatismo.


Devido a ele o foco das pessoas se voltam à recompensa imediata, levando elas a deixarem de lado aquilo que promete benefícios futuros exigindo o esforço no presente.


Para o nosso cérebro procrastinar é uma missão simples de ser feita, porque ele processa mais facilmente coisas concretas do que abstratas.


Assim, para o cérebro o anseio pela recompensa imediata é muito mais tangível em relação ao benefício futuro que muitas vezes ainda é incerto.


Além disso, outra razão que pode levar à procrastinação são questões psicológicas e fisiológicas.


Psicológicas


A procrastinação possui uma importante relação com problemas psicológicos como a ansiedade e baixa autoestima, os quais podem facilitar o surgimento desse comportamento.


Fisiológicas


O córtex pré-frontal do cérebro em suas funções é usado para o controle de impulsos, foco e evitar distrações.


Quando sofre lesões ou pela sua pouca utilização, essa área pode estimular o aumento da procrastinação, devido a vulnerabilidade obtida diante das distrações.


Além disso, Pychyl afirma que a procrastinação se deve à falta de competência de gestão das próprias emoções.


Ele compara o adiamento das tarefas a situações pouco racionais tomadas pelas pessoas, como consumir bebidas alcoólicas ou comer compulsivamente quando se está frustrado.


Estímulos da procrastinação


Segundo Charles Duhigg, hábitos angulares são aqueles os quais podem desencadear outros, ou seja, são a raiz do problema de outras práticas.


Dessa forma, alguns hábitos já adotados pela pessoa podem ter um papel fundamental para estimular a procrastinação.


Entre elas estão:


● Acesso constante às redes sociais


Essa é uma das formas mais comuns de distração atualmente e quando não controlado o acesso às redes a pessoa tende a procrastinar aquilo que é importante para satisfazer seu desejo.


● Descansar sem estar cansado


Embora o descanso seja fundamental, quando não se está cansado ele pode ser associado à preguiça.


Esse comportamento pode adentrar as tarefas do dia a dia e puxar a pessoa para uma zona de conforto.


Usar constantemente o botão soneca


Começar o dia usando o botão para dormir mais pouco não apenas estimula a procrastinação das tarefas diárias, como também já é procrastinar.


Consequências da procrastinação


A procrastinação impacta a vida das pessoas trazendo muitas consequências negativas, algumas delas você pode ver abaixo.


Vida profissional


Procrastinar pode impedir você de tornar o seu potencial em realidade, pois você não consegue administrar seu tempo e nem fazer com excelência suas tarefas, comprometendo o seu profissionalismo.


Esse comportamento é um cemitério de oportunidades, porque aos poucos outras pessoas começam a observar essa falta de profissionalismo, fechando portas que pela ausência da procrastinação estariam abertas.



Relacionamentos interpessoais


Outra consequência da procrastinação é na vida pessoal, afetando sua relação com a família e amigos.


Você perde datas importantes pelo fato de não conseguir se organizar bem e não consegue fazer o que eles te pedem.


Saúde


A procrastinação também compromete sua saúde e bem-estar, pois sua produtividade é drasticamente reduzida ao adiar tarefas, podendo gerar estresse, ansiedade e depressão.


Além disso, esse comportamento afeta o modo como você cuida de si mesmo, levando a ausência de educação alimentar e de atividades físicas, o que prejudica a saúde de outras formas.


3 passos para vencer a procrastinação


1) Comece com uma meta baixa


Dar um pequeno primeiro passo é fundamental na batalha contra a procrastinação, porque dificilmente uma meta baixa pode ser negada quando há o desejo de vencê-la.


Por isso, defina metas baixas, fáceis de serem feitas, para você começar a sentir os benefícios da ausência desse comportamento.


2) Fragmente as tarefas


Tarefas complexas se tornam mais simples de serem feitas quando você divide ela em pequenas partes.


Dessa forma, a cada mini-tarefa feita você se sente mais motivado a concluir a próxima e a cumprir compromisso em sua totalidade.


3) Procrastinação estruturada


O professor de filosofia John Perry apresentou o conceito da procrastinação estruturada.


Segundo ele, em razão da procrastinação levar as pessoas a evitar tarefas difíceis, o ideal é colocá-las como prioridade.


Dessa forma, comece seus dias realizando aquilo que é mais importante de ser feito e coloque outras atividades tão valiosas quantas na sequência.


Para aumentar sua motivação, inclua alguma atividade que você goste entre as tarefas, como por exemplo tomar café.


Conclusão


Por fim, é importante se dedicar a vencer a procrastinação.


Esse comportamento promove perda de tempo e de oportunidade, além de inúmeras consequências nada agradáveis.


Livrar-se desse comportamento também é fundamental para o seu sucesso na batalha contra a dependência de bebidas e cigarros.


Já que deixar para depois aquilo que precisa ser feito para recuperar a sua qualidade de vida não é a sua melhor alternativa.


Convidamos você a conhecer a nossa plataforma, ela vai te guiar em uma jornada temporária para ajudar você a vencer a dependência dos vícios e viver a sua melhor versão!


Saiba mais sobre a D1T clique aqui!

34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo