• Texty

O Álcool: lapsos e recaídas

Atualizado: 25 de mai. de 2021

É inegável que a dependência do álcool por sua própria natureza, tem grande tendência a lapsos e recaídas.


Nesse sentido, as pessoas em recuperação da dependência química podem experimentar uma falta de controle e retornar ao seu uso da substância em algum momento de seu processo de recuperação.


Para de beber não é o maior problema, a grande questão é manter-se em abstinência.


Acompanhe a leitura e entenda melhor sobre os fenômenos de lapso ou recaída, e aprenda dicas para evitá-los.


Qual a diferença entre lapso e recaída?

O lapso é um ato isolado, realizado por uma pessoa que está tentando abandonar álcool ou droga.


Nesse cenário, a exposição a situações de risco, como a dificuldade em lidar com eventos de tristeza e felicidade, tem a capacidade de causar lapsos.


Por exemplo, uma pessoa que tende a beber, ao se sentir humilhada, não consegue lidar com as emoções ruins a não ser bebendo para aliviá-las.


O lapso ocorre após algum tempo de abstinência, onde o indivíduo ingere uma determinada quantidade de álcool, sem muitas recorrências.


É fato que o deslize faz parte de um processo transicional, e não pode ser definido como uma recaída. De forma geral, as principais causas de lapsos são emoções negativas e pressão social (como a tendência a unir-se ao grupo de companheiros que bebem).


A definição da palavra lapso serve para impedir que, no caso de um "escape" no tratamento, a pessoa não pense que recaiu e tudo foi por água abaixo.


Do mesmo modo, é comum, durante a recuperação, ocorrer um lapso e a pessoa sentir-se mal e achar que não deveria ter “recaído”. Nesse sentido, é imprescindível ajudá-la a perceber que isto é uma mentira.


Assim, para evitar que os lapsos aconteçam, ou para tratar o evento, é importante procurar ajuda médica e orientação. Essa ação é importante para que lapsos não se transformem em recaídas após o tratamento.


Em contrapartida, a recaída refere-se a um colapso ou revés na tentativa de uma pessoa para mudar ou modificar os hábitos de consumo do álcool, com o retorno ao padrão de consumo anterior ao tratamento.


Vale salientar que os desencadeantes das recaídas são os mesmos dos lapsos. Logicamente, há uma série de padrões intermediários.


Dicas para evitar lapsos e recaídas:


Evite mentiras e manipulações

Para consumir álcool, é comum que o indivíduo manipule e minta para as outras pessoas e para si mesmo.

Por isso, se você deseja se tratar, é necessário deixar este comportamento de lado. A manipulação é tão perigosa que aos poucos, o próprio dependente químico se convence de que aquilo é verdade.

As mentiras também são grandes companheiras dos dependentes químicos, principalmente quando estão prestes a ter recaídas. Desse modo, essas pessoas mentem em coisas pequenas, que logo se tornam coisas grandes.


Realize acompanhamento psicológico

Através do acompanhamento psicológico a pessoa começa a ter conhecimento de suas angústias e dores. Logo, é através do tratamento que ela aprende a trabalhar com esses sentimentos.

O acompanhamento psicológico é imprescindível para que não haja lapsos e recaídas após o tratamento para dependência química.

Vale lembrar que a rede pública oferece esse tipo de atendimento. Dessa forma, o acompanhamento pode ser realizado nos postos de saúde de seu bairro ou na própria unidade do CAPS.


Converse sobre os seus sentimentos

A tendência de guardar para si seus sentimentos é um comportamento destrutivo, que pode causar uma recaída em um dependente químico.

Nesse sentido, se você deseja superar esse problema, é necessário aprender a dialogar e expor as suas angústias e sentimentos.

A comunicação é um elemento de grande importância quando o indivíduo deseja superar a dependência química. Isso porque as outras pessoas podem te ferir sem perceber, resultando em uma recaída o lapso para tentar lidar com o que sente.


Frequente grupos de apoio

Dentro da lógica de expor os sentimentos, os grupos de apoio são a melhor forma de diálogo, visto que as pessoas presentes compartilham do mesmo problema.

Como resultado, essa se torna uma ótima estratégia de prevenção de recaídas após tratamento para dependência química.


Domine a sua mente para que ela não te domine

Vigie os seus pensamentos, para que eles não sejam tóxicos para você, e prejudiciais para o seu tratamento. Pensamentos repetitivos e pessimistas tendem a acompanhar um dependente químico em sua trajetória.

É preciso racionalizar os seus pensamentos, se questionando: “Por que estou pensando nisso?” “Qual o sentido deste pensamento?” “Eu posso estar tentando me manipular?”.


Foque em um projeto de vida

O dependente do álcool passa boa parte da sua vida sem perspectiva alguma do que fazer, sem sonhos, objetivos ou metas.


Mas isso pode mudar. Então, o que você acha que pode ganhar ao superar a dependência do álcool? Paz com a sua família? Um novo relacionamento? Uma nova forma de vida?


Independente da sua escolha, é importante fazer planos para o seu futuro. Coloque no papel as metas e descubra como alcançá-las.


Não se desanime, tudo faz parte de um processo, e aos poucos, as coisas irão acontecer.


O caminho é árduo, mas é possível


Não há dúvidas, o caminho para a recuperação pode ser longo e difícil. Ou seja, é comum que existam muitos deslizes, tropeções e lapsos.


Nesse sentido, as pessoas que se recuperam, são aquelas que persistem e continuam a sua luta diária contra a sua doença.


Ao agir dessa forma, elas evitam que lapsos temporários se transformem em recaídas completas.


Conforme o indivíduo busca a recuperação, é muito importante o apoio dos amigos e familiares, a fim de evitar confrontos no caso de uma recaída ou lapso. Ao ajudar a pessoa em dependência química a escolher o caminho mais adequado para ela, auxilia o dependente a ir em direção à sua recuperação.


Da mesma forma, a mudança no estilo de vida é fundamental para o sucesso do tratamento. Como resultado, as chances de conquista de autonomia, perante a própria vida são grandes.


E aí, você está disposto a abandonar a dependência do álcool? Nós tratamos o assunto lapsos e recaídas de uma forma super abrangente em nossa jornada. E tem mais, lá reunímos em um só ambiente quase tudo o que precisa para você não ter nenhum dos dois.


Então aproveite para testar nossa plataforma gratuitamente por 28 dias e descubra mais soluções para lidar com a falta da bebida alcoólica.

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo