Consumo de álcool cresceu durante a pandemia de COVID-19

Atualizado: 26 de mai. de 2021

De acordo com uma pesquisa, 44,3% dos trabalhadores essenciais têm abusado de bebidas alcoólicas em meio à pandemia do novo coronavírus.


No entanto, eles não são exclusividade, tendo em vista que outros estudos apontam o consumo abusivo de álcool nesse período.


Conforme dados da pesquisa “Uso de Álcool e Covid-19”, da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) 35% dos participantes entre 30 e 39 anos revelaram aumento na frequência da ingestão de bebidas alcoólicas.


As pessoas aumentaram a ingestão de bebidas com álcool para lidar melhor com as dificuldades causadas pela crise de coronavírus.


No entanto, como diz a expressão popular, isso é apenas “tapar o sol com a peneira”, já que esse hábito pode causar inúmeros malefícios. Confira abaixo tudo o que o consumo abusivo de álcool pode causar:


Malefícios do consumo abusivo de álcool

Primeiramente, é preciso ressaltar que conforme revela um estudo, não existe nível seguro de consumo de álcool. Isso significa que beber ocasionalmente também traz prejuízos para a saúde.


Dentre os muitos malefícios que o álcool pode trazer, podemos citar:


  • Dependência química: O etilismo é considerado um grande problema de saúde pública mundial.

  • Danos ao sistema nervoso central: O álcool pode causar tonturas, formigamentos, tremores e até mesmo perda de memória.

  • Disfunção sexual: Algumas pessoas acreditam que o consumo de álcool diminui a timidez na hora da relação. No entanto, os homens podem ter disfunção erétil enquanto as mulheres correm o risco de ficar infértil.

  • Gravidez de alto risco: Mulheres grávidas com dependência de álcool podem ter uma gravidez de alto risco. Além disso, o bebê pode sofrer com a síndrome do alcoolismo fetal. É importante mencionar que não existe nível seguro de álcool para o bebê durante a gravidez.

  • Problemas comportamentais: A agressividade é uma das consequências mais comuns do uso abusivo de álcool. Não é à toa que o índice de violência contra a mulher aumentou durante o período da quarentena.

  • Hepatite alcoólica: Doença inflamatória que causa grave degeneração no fígado.

  • Cirrose: Lesão hepática crônica resultante do consumo excessivo de bebidas alcoólicas. É valido ressaltar que nesse caso os danos são irreversíveis e a doença pode levar à morte.

  • Gastrite: O álcool irrita a mucosa do estômago que pode inflamar o local e causar a chamada gastrite alcoólica.

  • Câncer: De acordo com o Instituto Oncoguia, o consumo de bebidas alcoólicas pode aumentar o risco de alguns tipos de câncer como o de boca, garganta, esôfago, laringe, fígado e mama.


De qual forma a pandemia de coronavírus contribuiu para o aumento do consumo de álcool?


De acordo com o estudo da Opas, as bebidas alcoólicas estão sendo consumidas como uma maneira de aliviar a tensão diária. 52,8% dos participantes que exageraram na dose disseram ter pelo menos um sintoma emocional como ansiedade, nervosismo, insônia, preocupação, medo, irritabilidade e dificuldade para relaxar.


Com muitos estabelecimentos fechados por causa das medidas de restrição impostas pelo governo para frear o avanço da COVID-19, a alternativa encontrada por muitos consumidores foi recorrer às compras online.


Isso fica evidente com o levantamento feito pelo Compre&Confie que mostra um crescimento de 93,9% da venda online de bebidas alcoólicas na pandemia.


A situação chegou a um ponto tão crítico que várias cidades tiveram que proibir a venda de bebidas com álcool em lojas físicas.


A medida além de conter o consumo abusivo de álcool, também visa preservar a saúde da população em geral, tendo em vista que na maioria das vezes as bebidas estão relacionadas com aglomeração de pessoas.


Como saber se eu estou consumindo álcool em excesso?


A maioria das pessoas mudaram a sua rotina durante a pandemia do novo coronavírus e passou a consumir mais bebidas alcoólicas.


Mas como saber se você está passando dos limites? A partir de qual momento o consumo responsável passa a ser ingestão abusiva?


Confira abaixo alguns sinais de alerta no consumo de bebidas alcoólicas:

Você não tem um motivo especial para beber;

Não é necessário estar acompanhado para tomar bebidas com álcool;

Mesmo após identificar que o álcool está trazendo prejuízos para a sua vida você continua bebendo;

Alguma pessoa próxima já tentou te alertar sobre o seu consumo excessivo de álcool;

Mesmo após estar embriagado você sente dificuldades em parar de beber;

Você tem bebido escondido de amigos e familiares;

Já chegou ao ponto de esconder as embalagens das bebidas para ninguém desconfiar que você bebeu;

Está notando sintomas como perda de memória, tremores, agitação ou agressividade;

Você sente necessidade de beber e não consegue se sentir bem sem a bebida;

Promete que será apenas uma dose ou uma latinha, mas quando dá por si já tomou todas;

Você está gastando além do previsto com bebidas alcoólicas e isso está afetando negativamente a sua situação financeira;

Está deixando de fazer coisas que gosta para ficar bebendo;

Começou a apresentar baixo rendimento no trabalho;

Você está mais tolerante ao álcool e necessita de mais doses que antes para alcançar o mesmo efeito;

Se você fica um período sem beber começa a ter sinais de abstinência;

Você bebe para aliviar o estresse;

Consome bebidas alcoólicas quando está entediado;

Você bebe no horário de trabalho;

Está constantemente preocupado se tem bebida o suficiente em casa. Vive com medo de que ela acabe;

Você não está mais cumprindo com as suas obrigações por ter bebido demais;

Simplesmente não consegue parar de beber.


Você está preocupado pois se identificou com muitos dos sinais de alerta?

Vale a pena mencionar que esses são apenas indícios de que a sua relação com o álcool pode estar em um nível prejudicial.


Somente um médico especializado pode te fornecer um diagnóstico de etilismo, mas a Dei um Tempo preparou um teste bastante interessante (e gratuito) para que você veja o seu grau de dependência. Basta clicar aqui.


Mas se você está se sentindo incomodado e deseja mudar esse aspecto da sua vida, o primeiro passo é largar de vez as bebidas alcoólicas.


Porém, nós sabemos que isso não é assim tão fácil. Por isso, queremos te apresentar um método simples que vai te ajudar a alcançar esse objetivo.


Você precisa se dedicar apenas 15 minutos por dia. Quer saber como isso funciona? Então conheça o método!

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo