Álcool na gravidez: os riscos que você precisa saber!

Atualizado: 26 de mai. de 2021

De fato, consumir álcool na gravidez é um grande risco para o desenvolvimento do bebê.

Anos e anos de pesquisas científicas já constataram que beber não faz bem nem para mãe nem para o feto.


Contudo, ainda falta informação sobre quais são os efeitos concretos de ingerir álcool na gravidez.

Por isso, nós da Dei Um Tempo decidimos construir este artigo para esclarecer todas as dúvidas a esse respeito.


Vamos lá?


Quais são os riscos de beber álcool na gravidez?


Primeiro, pense comigo: se o álcool é nocivo para a saúde de um adulto, imagine para um feto 100% dependente de sua mãe?


Com certeza, ao ter contato com o álcool, o bebê sofre em silêncio e tem seu desenvolvimento prejudicado.


É importante lembrar que o sangue materno tem contato direto com o bebê por meio da placenta. Então, ao ingerir álcool na gravidez, a mulher expõe seu filho à substância por causa da comunicação placentária.


De forma geral, os riscos dessa associação podem ser de curto, médio ou longo prazo.


O contato da grávida com o álcool no 1º trimestre deflagra uma série de riscos como:


  • Anomalias faciais

  • Malformações estruturais


Beber álcool no 2º trimestre de gravidez, aumenta muito o risco de aborto espontâneo e no 3º tem relação com déficits de crescimento.

Além disso, o álcool afeta diretamente o desenvolvimento cerebral do bebê, podendo causar déficits cognitivos graves.

Entre exemplos de efeitos concretos que o álcool pode causar no bebê se ingeridos na gravidez são:


  • Microcefalia (crânio de tamanho pequeno);

  • Baixa estatura;

  • Baixo peso corporal;

  • Déficits de coordenação motora;

  • Hiperatividade;

  • Déficit de atenção;

  • Mau desempenho escolar;

  • Dificuldade de aprendizagem;

  • Atrasos no desenvolvimento da fala;

  • Baixo QI;

  • Problemas de visão e audição;

  • Autismo;

  • Malformações em coração, ossos e rins.


É importante frisar que esses danos são irreversíveis, ou seja, não tem cura.


Uma série de estudos apontam que mesmo quantidades pequenas de álcool como, por exemplo, uma taça de vinho, tem efeitos teratogênicos, isto é, comprometem o pleno desenvolvimento fetal.


O risco da Síndrome Alcóolica Fetal (SAF)


Cuidar do desenvolvimento fetal é um grande desafio para a grávida.

Afinal, o feto é extremamente sensível a qualquer oscilação no corpo de sua mãe.

Nesse sentido, a ingestão de álcool na gravidez pode causar o que se

chama Síndrome Alcóolica Fetal (SAF).


Essa condição acontece em 3 a cada 1000 nascimentos e se refere às alterações que o bebê sofre por ter tido contato com o álcool na mais tenra idade.


Devido à SAF, o feto não cresce adequadamente dentro do útero materno e, após o nascimento, não desenvolve bem a coordenação motora, o raciocínio e outras funções cognitivas.


Muitas doenças já foram comprovadamente associadas com a SAF, entre elas o TDAH e o Autismo. Ambas comprometem o pleno desenvolvimento intelectual da criança e exigem cuidados especiais no que tange a educação.


Algumas pessoas até defendem que quantidades pequenas não façam mal, mas, cá entre nós, melhor não arriscar, não é?


Contudo, o que muitas grávidas querem saber é se elas podem beber cerveja sem álcool durante a gravidez. Vamos dar uma olhada nisso!



Grávida pode tomar cerveja sem álcool?


Nem todo mundo sabe disso, mas as cervejas sem álcool podem não ser 100% livres da substância.


É permitido pela ANVISA que uma cerveja seja considerada sem álcool caso ela possua até 0,05% da dita cuja. Mas será que a grávida pode tomar essa bebida despreocupada?


Sem dúvida, beber cerveja sem álcool é melhor que ingerir a bebida convencional.


Em doses moderadas, não há constatação de que a cerveja sem álcool possa causar problemas para o bebê.


Só que analisar esses resultados de forma científica é muito complicado, pois as mudanças por vezes são sutis e inseridas em um contexto multifatorial.


Por isso, será que a grávida pode tomar cerveja sem álcool mesmo que seja de forma equilibrada?


Muitos especialistas preferem ter uma postura de tolerância zero para não deixar brecha para os efeitos nocivos da substância.


Embora a cerveja tenha alguns efeitos que podem ser benéficos para o corpo, é preciso ter bastante cautela, pois o bebê é muito vulnerável ao álcool.


O lúpulo, substância contida na cerveja, tem efeito antioxidante que serve para combater radicais livres e minimizar o envelhecimento.


A cerveja sem álcool também contém vitaminas do complexo B cruciais para o desenvolvimento neurológico do feto (como por exemplo a B9).


Mas não é recomendado que a grávida saia por aí e tome baldes de cerveja sem álcool, ok?


Lembre-se que essa bebida pode conter uma quantia, ainda que mínima, de álcool.


Os benefícios de se manter longe do álcool na gravidez


Como se sabe, o álcool é uma substância viciante que acarreta milhões de mortes por ano.


Diante disso, os benefícios de se manter longe do álcool durante a gravidez são dobrados, por assim dizer. Afinal, tanto a mãe como o feto se beneficiam disso.


Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, o consumo de álcool é um fator causal em mais de 200 doenças e lesões.


Além disso, está associado ao risco de desenvolvimento de problemas de saúde, tais como distúrbios mentais e comportamentais, incluindo dependência ao álcool, doenças não transmissíveis graves, como cirrose hepática, alguns tipos de câncer e doenças cardiovasculares, bem como lesões resultantes de violência e acidentes de trânsito.


Pesquisas também indicam que quando a mãe ingere álcool durante a gravidez, há maiores chances de que o filho se torne dependente da substância na vida adulta.


Conclusão


Por fim, é importante que durante a gravidez a mãe evite ingerir qualquer quantidade de álcool, visto a vulnerabilidade do bebê aos riscos e sua irreversibilidade.


Se você quer engravidar e tem problemas com álcool, que tal dar um tempo na substância para cuidar, desde hoje, do seu filho?


Nós da Dei Um Tempo estamos aqui para te oferecer todo o suporte composto por uma equipe experiente e capacitada para te acompanhar durante todo o processo.


Quer saber mais?


Clique aqui e conheça as nossas jornadas!




23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo